MOBILEGEDDON: Google muda buscas priorizando sites mobile

google mobilegeddon

Depois da atualização algorítmica do Google em 21 de abril de 2015 chamada mobilegeddon, muito se comentou pelos corredores da internet sobre as penalidades e mudanças que isso traria para o ranking orgânico dos websites no mecanismo de pesquisa do Google.

Desde 2009, o Google já havia anunciado mudanças em seu sistema de ranking considerando os sites acessíveis para mobile e agora essas mudanças foram ainda mais significativas. Segundo o Google, cerca de 4,7%  dos sites mobile-friendly desde maio de 2015 foram assim feitos desde  a divulgação da mudança e o receio na perda de tráfego fez com que muitos sites corressem atrás do prejuízo. O nome mobilegeddon faz referência à citação bíblica da guerra no fim do mundo e também ao famoso filme Armageddon, que mostra um fantástica chuva de pequenos meteoros. É evidente que o céu nunca caiu nem o mundo acabou para os websites. Mas para alguns, é evidente que mudou. E para melhor.

O analista de tendências do Google Webmasters, Gary Illye, compartilhou alguns detalhes em uma recente FAQ – Perguntas frequentes. Resumidamente, estes são os pontos mais importantes dessa mudança:

  • Websites responsivos (adaptáveis) não terão nenhum benefício com a classificação;
  • O Googlebot deve ser permitido, desbloquear a leitura do CSS e JavaScript para passar no teste “mobile-friendly”;
  • O uso móvel é determinado no nível da página e não no nível sitewide – que informa se há link em diversas páginas de um domínio;
  • Tablets não serão afetados por esta atualização;
  • O Google está trabalhando atualmente em um índice móvel exclusivo.

Abaixo, um exemplo de descrição no mecanismo de busca orgânica do Google para sites móveis amigáveis:

mobile friendly

O Google tem mais de um incentivo para continuar a atualizar os resultados da pesquisa para pesquisas mobile, pois eles anunciaram recentemente que há oficialmente mais pesquisas em smartphones do que em desktop nos EUA e esse é um número crescente. A tendência é que o Google priorize estas pesquisas para oferecer a melhor experiência., ajustando o algoritmo mobile-friendly ao longo do tempo.

Quer saber se seu site passou nos testes do mobilegeddon? O teste de compatibilidade para dispositivos móveis pode ser feito aqui.

Compartilhe este post:

ARTIGO, MARKETING DIGITAL, SEO

Você pode gostar de: